Sustentabilidade e Governança: qual a relação desses dois temas?

Tanto na esfera pública, como na privada, a relação entre sustentabilidade e governança tem se tornado pilar fundamental não apenas para as decisões de companhias e instituições, mas também como um fator de direcionamento sobre onde e como estarão suas empresas, cidades e pessoas.

Em outras palavras, muito mais do que encontrar alternativas sustentáveis em suas rotinas, empreendedores e governantes já podem levar em consideração hoje a existência de soluções robustas e amplas, capazes de transformar – por completo – a forma em que trabalhamos, vivemos e o que queremos deixar paras próximas gerações.

Quer entender melhor essa relação fundamental entre sustentabilidade e governança e quais os impactos disso em instituições e sociedades? Então, continue a leitura até o final!

Como a sustentabilidade pode fazer diferença parte da rotina de uma gestão?

Práticas e ações sustentáveis sempre agregam valor à rotina de empresas e pessoas. Mas para muitos empreendedores e instituições, esse assunto ainda parece algo distante da realidade e do verdadeiro potencial que pode ser trabalhado.

Por exemplo, pequenas atitudes como, reduzir recursos no dia a dia, de incentivar a reciclagem, de buscar economia de energia, entre inúmeras outras ações, sem dúvidas, são práticas sustentáveis e que trabalham uma conscientização coletiva.

No entanto, vista toda a evolução tecnológica dos últimos tempos e o advento de inúmeras soluções sustentáveis, é possível e completamente viável que empresas e instituições vão além dessas pequenas ações.

Estamos falando, hoje, da possibilidade de verdadeiras transformações de negócios, cidades e pessoas, que podem aplicar soluções de sustentabilidade muito mais amplas e robustas em suas necessidades.

E que tipos de soluções são essas?

Dando continuidade, quando falamos da relação entre sustentabilidade e governança, é preciso ir além de atitudes e pequenas ações nas empresas e instituições públicas.

Podemos lidar agora com verdadeiras tomadas de decisões capazes de direcionar onde e como estaremos amanhã perante o mundo.

Para exemplificar melhor, podemos destacar soluções sustentáveis muitos mais robustas e viáveis disponíveis hoje e que são cruciais para o futuro breve, como o uso de energias limpas para iluminação pública, tratamento de águas, solos e gases em áreas industriais, compromisso socioambiental, preservação do meio ambiente, desenvolvimento de cidades mais inteligentes, entre muitas outras iniciativas.

E tudo isso não depende unicamente da participação coletiva de cidadãos, funcionários e parceiros. É preciso também de ações e tomadas de decisões de quem gerencia e governa, independentemente do tamanho, setor ou área de atuação.

Em resumo, sustentabilidade e governança sempre tiveram uma relação importante dentro das empresas e instituições. Porém, hoje como nunca, a ligação entre esses dois pilares se tornou algo indispensável e imprescindível dentro de qualquer gestão, seja ela pública ou privada, permitindo agregar fatores como redução de custos, aumento de produtividade, eficiência, mas acima de tudo, de transformação do futuro!

Curtiu o artigo sobre sustentabilidade e governança? Tem sua própria opinião sobre o assunto e como empresas e instituições podem ter um papel ainda mais fundamental nesses quesitos? Então, compartilhe o post em suas redes sociais e reforce esse debate!

(Imagem: divulgação)

Previous Post
Newer Post